CARNAVAL NA MATURIDADE... SUGESTÕES PARA CAIR NA FOLIA


Carnaval: Para quem, na melhor fase da vida, não abre mão da fantasia e quer cair na folia!   
É fato que o Carnaval costumava ser mais tradicional no passado, quando reinavam as marchinhas nos grandes salões. Esses bailes tradicionais e elegantes (VOGUE, COPACABANA PALACE, SCALA...) já são conhecidos pela maioria das pessoas que estão na maturidade. Os blocos carnavalescos, que hoje despontam numa versão mais despojada do que os blocos de antigamente, proporcionam segurança e diversão na companhia de amigos, vizinhos, familiares ou ilustres desconhecidos, que compartilham da mesma alegria. Essa forma de “brincar” o Carnaval também contempla o “público Sênior” e, por isso, destacamos aqui boas possibilidades para que você, sozinho ou em boa companhia, não fique apenas vendo o bloco passar e caia na folia...
Carnaval de rua: Sugestões para a "turma Sênior"
Os desfiles ocorrem em diferentes regiões do país e reúnem a “turma da terceira idade” em blocos carnavalescos de rua ou em alas nas escolas.Se você também não quer ficar em casa no marasmo, aproveite as sugestões, pois ainda dá tempo!
Bloco Recordar é Viver
Criado há 18 anos em Juíz de Fora, Minas Gerias, o bloco conta com cerca de 500 inscritos no Centro de Convivência do Idoso (CCI). Ele foi desenvolvido com o intuito de mostrar que é possível envelhecer com vivacidade, saúde e alto astral. Neste ano, os foliões sairão às ruas no clima da copa cantando o samba “Bem-vindos ao Brasil”, de autoria da aposentada Maria das Graças Sobreira. A festa ocorre no dia 27 de fevereiro.
Bloco Véia é a mãe
Apesar de ter formação recente, o bloco já faz sucesso entre os idosos. Criado no Centro de Convivência do Idoso de Jardim Camburi, em Vitória, Espírito Santo, o bloquinho promete muita animação pelas ruas da cidade. O desfile do grupo será no dia 26 de fevereiro e vai do quiosque do Serviço de Orientação ao Exercício até o píer de Yemanjá, na Praia de Camburi. Os foliões cantarão principalmente marchinhas de carnaval antigas, além do hino do bloco.
Escola de samba Unidos da Macrina
Também no Espírito Santo, a cidade Alfredo Chaves organizou um Carnaval bem animado para o público da terceira idade e, claro, seus familiares. Além da apresentação da escola de samba Unidos da Macrina, serão realizados shows com diversas bandas. A abertura será na sexta-feira 28 de fevereiro, com o grito de Carnaval da Terceira Idade, no Centro de Convivência da Melhor Idade, no bairro Macrina. O destaque do sábado é o desfile da escola Unidos da Macrina. Já no domingo acontece o desfile de 14 blocos pela principal avenida da cidade.
Bloco Vai Quem Quer
Tradicional bloco da Vila Madalena, em São Paulo, o “Vai Quem Quer” surgiu em 1981. Nesses 34 carnavais, ficou conhecido por atrair um público de diferentes idades. O bloco sairá às ruas todos os dias do Carnaval, de sábado a terça-feira, com um repertório repleto das clássicas marchinhas, já apreciadas pelo público. Vale a pena conferir.
HAVAÍ 71
Neste ano o Grêmio Recreativo Cultural Escola de Samba Havaí 71 volta a desfilar na rua em Paulínia.
Para comemorar  os 45 anos de fundação, o desfile acontece no domingo (7-fev), a partir das 15h, na Avenida José Paulino com o samba-enredo composto por Dr. Ademir Gomes: “Resgatando a Tradição Paulinense.”
As Bandas Trem Doido e a Bateria do Grupo 100 Tiração, comandada pelo mestre João Raiz acompanham o Havaí 71. Às 16h, o bloco permanece nas imediações do palco montado defronte a Igreja São Bento com marchinhas e samba enredo.
SESC FOLIA
 É hora de se vestir de alegria e cair na folia com o Sesc! Tradicionalmente, o Sesc no Maranhão comanda a folia dos comerciários com uma animada programação para todas as idades. O Sesc Folia “Carnaval do Comerciário” acontece de 29 de janeiro até o dia 8 de fevereiro, nas unidades Deodoro, Turismo, Caxias e Itapecuru, com realização de prévias aos domingos na Unidade do Sesc Turismo. 
(Confira programação: http://www.oimparcial.com.br/_conteudo/2016/01/impar/divirta_se/186190-sesc-folia-carnaval-do-comerciario-agita-capital-e-interior.html )
Fonte: www.aterceiraidade.com (parte)