1º SEMESTRE 2017 - INSCRIÇÕES ABERTAS - ESTUDAR NA TERCEIRA IDADE MANTÉM O CÉREBRO E O PRAZER DE VIVER ATIVOS


Está parado ou parada? Que tal voltar a estudar? Aproveite o 1º Semestre 2017
O aprendizado é vital em todas as etapas da vida, fundamental para o ser humano. Com a longevidade aumentando, algumas instituições de ensino superior têm elaborado projetos voltados para a maturidade, buscando oferecer para aqueles que querem se manter ativos e em dia com os progressos e as rápidas mudanças sociais, oportunidades de aprendizado, atuação social, cultural, política e econômica que se abrem para o futuro. Confira. Vale a pena buscar informações sobre os cursos. 

Vamos iniciar a matéria, com as sábias palavras da escritora  Aida G. de Shor:

"A universidade constitui-se num laboratório da civilização para o homem contemporâneo. Nenhuma outra instituição consegue propagar melhor os valores consagrados pelos séculos, tais como a busca desapaixonada da verdade racional, a conservação do saber e do sentido de intuição adquiridos no passado e a transmissão desses conhecimentos, convicções e métodos de livre exame. Ao mesclar-se à grande corrente da vida social, a universidade cumpre o papel de ajudar homens e mulheres a encontrar soluções mais satisfatórias para os problemas de suas vidas particulares e públicas. Mas, a universidade pode ampliar ainda mais o seu papel junto a coletividade atendendo à necessidade das pessoas adultas e idosos por instrução, informação, renovação e treinamento. O desenvolvimento deste contingente populacional contribuirá para o aperfeiçoamento de toda a sociedade". (Aida Gliksman de Shor - Estudos sobre a maturidade – Ofício das Palavras Editora)

Achar que estar aposentado ou com a idade  “avançada” é motivo para não encarar os bancos de uma escola, pode privar a turma da “terceira idade” de vivenciar novas e instigantes experiências; quer sejam relativas ao novo conhecimento a ser adquirido, quer sejam em relação aos recursos do novo ambiente escolar e das interações pessoais a serem consolidadas. 

O idoso não pode usar a idade como obstáculo para simplesmente parar de fazer as coisas das quais gosta e que o fazem sentir-se vivo e... estudar, é uma delas! Além dessa forma equivocada de ver o estudo na fase sênior da vida, outros ainda se desmotivam por acharem que o estudo serve apenas para melhorar a qualificação profissional e, como já estão aposentados, não teriam outra motivação para estudar. Duplo engano! Estudar significa aprender. O ser humano é capaz de aprender durante toda a vida e isso ajuda o cérebro a se manter ativo. A aposentadoria não significa o fim da capacidade produtiva de uma pessoa;  ao contrário, pode haver mais tempo para novas escolhas profissionais, voltadas para hobbies ou, diante da experiência adquirida, pode ser uma época para aceitar um novo emprego e negociar uma jornada que permita maior qualidade de vida. O mercado, apesar da crise econômica que vive o nosso país, está começando a perceber que há idosos, mesmo entre os que já se aposentaram, com um currículo profissional que atende ao que o mercado exige e, que ainda dispõem de características de perfil que superam expectativas, atreladas ao tempo vivido, agregando ao trabalho, experiências de vida. São possibilidades para quem se sente vivo e quer manter-se assim!  Várias universidades pelo país, apresentam programas com propósitos e atividades para que a turma da terceira idade possa estudar com prazer! Não deixe de consultar as mídias para saber o que acontece ao seu redor, na sua cidade... Centrando-nos na capacidade de aprender como algo intrínseco à vida e ao estudo como uma fonte propulsora disso, destacamos aqui três programas, dentre outros que já despontam na mesma linha, visando despertar o interesse para que você possa buscar a concretização de sonhos que ainda não foram realizados, aproveitando um tempo que agora  tem e pode gerenciar com mais liberdade, além de desfrutar do ambiente motivador de uma universidade e das novas e promissoras relações pessoais que podem ser construídas num espaço como esse.
UNATI/UNESP (Universidade Estadual Paulista) - Com objetivos voltados para que os idosos também possam usufruir do espaço educacional e cultural da Universidade, o programa da UNESP possibilita que, dentro da perspectiva de educação continuada, essas pessoas  possam ampliar conhecimentos dentro de campos de seu interesse. Além disso, o programa também proporciona à turma dos "60+",  trocas de experiências entre os próprios participantes, assim como, deles com os alunos e pessoal técnico-administrativo que, certamente, fomentam um convívio social mais ativo, sendo isso,  de extrema valia para a manutenção da qualidade de vida nessa fase. As inscrições se iniciam no dia 15 de agosto e estarão abertas até o dia 26 do mesmo mês, no Istituto de Artes da Universidade e vale conferir as diversas oportunidades dentro das oficinas oferecidas com temáticas como: Arte (xilogravura,desenho, pintura, origami, colagem, cerâmica...), Expressão Artística do Corpo, Empreendedorismo&Psicologia da Gestalt..  Convidamos você para que aproveite mais esse serviço e participe! Clique aqui para conferir no Programa... E curta também a página no Facebook www.facebook.com/iaunati 
USP (Universidade de São Paulo) ► Programa Universidade Aberta à Terceira Idade
A Pró-Reitoria de Cultura e Extensão Universitária da USP, por meio do  Núcleo de Direitos da USP, criou o Programa da Universidade Aberta à Terceira Idade, cujo objetivo é “possibilitar ao idoso aprofundar conhecimentos em alguma área de seu interesse e ao mesmo tempo trocar informações e experiências com os jovens.” Nesse programa, são oferecidas disciplinas que fazem parte dos cursos regulares de nível superior (embora não haja certificação como curso de graduação), como por exemplo: Fotografia Digital, Economia, Princípios de Administração, Estética e História da Arte, Música Popular Brasileira, Língua Chinesa, Libras (Língua Brasileira de Sinais), Noções de Estatística e Introdução à Astronomia. Além disso, há também palestras com temas voltados para interesses do idoso e atividades complementares, inclusive físico-esportivas. Destacamos que nessa universidade, ainda há inscrições abertas para as chamadas atividades “Didático-Culturais", que são oficinas, cursos e palestras.Clique aqui para conferir no Programa...
UMESP (Universidade Metodista de São Paulo)► Terceira Idade na Universidade
Resumindo as palavras de Cláudia Cesar, coordenadora do Núcleo de Arte e Cultura da Metodista/SP: Tal qual a mistura de cores propiciada pela aquarela, diluindo e ao mesmo tempo misturando e evidenciando novas nuances, aproveitando a Arte como transformadora de ambientes, pessoas e modificadora de espaços, o programa da universidade, com o sugestivo nome de “Projeto Aquarela”, oferece atividades diversas para os idosos e tem como objetivo “proporcionar a troca de conhecimentos e diálogos entre as diferentes gerações e aproveitar a sabedoria acumulada das pessoas na terceira idade para a universidade e a sociedade”. Esse projeto visa a circulação do idoso pelo campus, interagindo com o que esse espaço oferece, usufruindo de atividades como oficinas, cursos, cinema, encontros e outros eventos como a “Semana do Idoso”.Clique aqui para conferir no Programa...