O QUE É PRECISO PARA SER FELIZ NA VELHICE?


O que é felicidade?
 Não existe uma resposta única quando perguntamos sobre a felicidade. A resposta varia de acordo com a nossa experiência. Mas podemos destacar alguns fatores que contribuem para  nos sentirmos felizes durante a vida e levarmos isso para a maturidade.  E isso está em nossas mãos... Lembre-se: você só pode mudar de vida se mudar suas atitudes.


A felicidade é um dos nossos maiores objetivos, pois nos impulsiona no dia a dia dando sentido para o que fazemos.
Podemos nos iludir pensando que bens materiais, promoção no trabalho, uma cirurgia estética ou fama, por si só, nos farão felizes. Essas coisas nos fazem felizes momentaneamente. 
A verdadeira  felicidade (se assim podemos chamá-la) talvez resulte da
maneira como encaramos a vida, mediante a nossa capacidade de resiliência ao lidarmos com as diferentes situações e dificuldades. Ser feliz é algo que muda muito de pessoa para pessoa. Cada um tem sua maneira para encontrar a felicidade e, por isso, o autoconhecimento é muito importante.
Algumas atitudes  podem nos ajudar para que possamos ser mais felizes: Aceitar o que temos, aproveitando as oportunidades e situações que vivenciamos; gostar do que fazemos sem pensar somente no retorno, quer seja financeiro ou por importância (claro que se tivermos tudo isso,  é melhor... mas deve vir como consequência da dedicação); não deixar a ansiedade tomar o nosso tempo e nossos pensamentos, pois devemos dar menos importância ao passado, viver o presente intensamente e acreditar que tudo dará certo. Parece mais fácil falar do que fazer; porém, achar um ponto de equilíbrio entre realidade e expectativa pode fazer muita diferença no controle da ansiedade. Da mesma forma que o pensamento positivo nos faz enxergar o lado bom das coisas e das pessoas, não devemos guardar mágoas e sentimentos ruins diante das frustrações. É preciso aprender a lidar com elas. Sempre que possível precisamos expor nossas ideias e vontades de forma clara, objetiva e educada. Fazer o bem cultivando a generosidade, melhora o nosso dia e de quem ajudamos, trazendo mais alegria ao nosso cotidiano. Por último, destacamos algo imprescindível para uma velhice feliz: Não devemos ficar lamentando sobre as mudanças do nosso corpo, por conta da passagem do tempo, encarando-as simplesmente como impedimentos ou como limitações. Diante das transformações físicas, temos que buscar por novas possibilidades para continuarmos a fazer o que gostamos e para aproveitarmos intensamente cada momento da maturidade. Também devemos ter atitudes para um cuidado maior com a nossa saúde (alimentação, exames regulares, exercícios físicos e mentais...) e com as nossas relações sociais e afetivas. Atualmente, a tecnologia também pode ser uma aliada e pode entrar nesse contexto como mais uma oportunidade para aproximar as pessoas por meio das redes sociais, principalmente para aquelas que estão com a sua mobilidade comprometida. Passar mais tempo com aqueles que amamos, seja com familiares ou amigos, pode dar mais sentido à nossa vida tornando-a mais alegre.
Algumas pesquisas indicam que, atualmente, as pessoas sentem-se felizes ao chegarem à terceira idade. Foi-se o tempo em que idosos eram vistos como  pessoas ranzinzas e mal humoradas. Hoje, essas pessoas estão cada vez mais ativas, vivendo seus momentos e usufruindo dos benefícios que a vida lhes oferece.
O segredo para ser feliz durante essa fase na verdade é uma questão de atitude, pois não devemos nos isolar e nem nos vitimar com dores físicas e emocionais. Tornemo-nos cidadãos do mundo para aproveitarmos intensamente cada instante. Sejamos protagonistas da nossa felicidade.

Lembre-se de que o corpo envelhece... porém, os sentimentos e as atitudes podem permanecer eternamente jovens.